23 de ago de 2013

[Eat Falafel] O deserto, que atravessei, ninguém me viu passar...

[English version below]
Andamos, andamos e andamos. Parecia que aquela montanha de areia nunca ia chegar, mas chegou. Logo nos primeiros passos eu não aguentava mais caminhar. Eu e Jess ficamos sentadas na areia enquanto Ilidio decidiu desbravar o desertão.

Foi um momento bom, o deserto traz uma paz incrível. Bem de longe parecia que um grupo de amigos fazia uma festa em uma casinha. Só. Esperamos nosso amigo por algum tempo, até ficarmos com receio de ficar escuro e não acharmos o caminho de casa.
Ilidio voltou e começou a saga para voltar. Lá pro final do caminho escureceu, mas a lua ajudou trabalhando forte. Chegamos no hotelzinho de volta, pensando que o dia seguinte era o último por Siwa. O plano era no dia seguinte encontrar Mahdi no posto de turista e tentar uma visita a sua incrível casa para ver o sol se por.

Aconteceu em 01/2013

[English version]

[Eat Falafel] Crossing the empty desert

Walk, walk, walk. It seemed that sand mountain would never come to us, but it came. On the first steps I couldn’t walk anymore. Jess and I stayed set on the sand while Ilidio continued to walk.
It was such a good moment; the desert can bring an amazing peace. Far away we could see what seemed to be a group of friends doing a party inside a small house. We waited our friend but were feared to be dark on the time to go back.
Ilidio came back and we started the long way back. The darkness came completely in the end of the way, but the moon helped a lot. We arrived back in the hotel thinking about the day after: our last day in Siwa. The plan was to meet Mahdi in the tourist office and try to visit his incredible house to see the sunset.

Happened in 01/2013