26 de ago de 2013

Sinai: o caminho até o mar vermelho

[English version below]

Não tinha muito tempo que estávamos no Egito, chegou um grande feriado religioso. Algumas pessoas compararam com o natal para nós, mas o Eid al-Adha, na minha opinião tem mais um sentido de páscoa. Em termos de importância no calendário religioso é tão bem lembrado quanto o natal. Vimos muitos bichinhos pela cidade já marcados para o sacrifício. Além de ser um feriado religioso, é também de forte cultura. Um dia de orações e muita comilança, já que muitos animais são sacrificados e distribuídos, inclusive aos pobres.

Por isso, pegamos nossas malinhas e decidimos fazer uma viagem. Partimos eu e a Jéssica com um objetivo inicial de ir para a Península de Sinai e Cruzar para a Jordânia. Com a ajuda do meu querido amigo Mustafa, chegamos da Alexandria ao Cairo e de lá pegamos um ônibus que passa em uma rodovia que supostamente não pode ir estrangeiro. 
Se pode ou não, nós fomos. No meio do caminho vi uma placa de aviso que realmente era proibida a passagem de estrangeiros. Isso tudo, porque essas vias passam pelo Norte de Sinai, áreas consideradas mais perigosas e com possibilidades de ataques terroristas. Para evitar problemas, eu e a Jessica ficamos mais quietas, mas por fim chegamos a Nuweiba. Decidimos que seria inviável financeiramente para irmos para a Jordânia e decidimos ficar por ali.
As notícias mais atuais do Egito revelam um grande risco de se visitar o norte de Sinai devido a atual situação política do país.

Aconteceu em 09/2012

[English version]

Sinai: The way to the red sea

There wasn’t a long time we were living in Egypt, it happened a big religious holyday. Some people compared it to Christmas, but the Eid al-Adha, in my opinion is much more close to East meaning. In terms of significance in the religious calendar, it’s reminded as Christmas is in the Western. We saw a lot of animals on the street to the sacrifice. Besides a religious holyday, it’s cultural too. A day with a lot of prayers and food, they kill the animals and distribute it to all and especially to poor people.
So, we took our bags and decided to travel. Jessica and I wanted to go to Sinai to Cross to Jordan. With my friend’s help (thank you so much Mustafa S2), we arrived from Alex in Cairo and from there we took the bus that passes in a road where foreigners supposedly can’t pass. 
If it’s true or not, we went there. On the way I saw a sign saying foreigners were in fact forbidden. This is because the north of Sinai is unstable and has a history of terrorist attack. To avoid problems, Jess and I stayed quieter and arrived in Nuweiba safe. We saw it was not possible to go to Jordan with the money we had so we decided to stay in Egypt.
The actual news of Egypt are saying it’s a big risk to go to North of Sinai cause of the political problems the country is facing the past days.

Happened in 09/2012