1 de nov de 2013

EUA: Passando pela imigração

[This post will not be translated to English]

Depois de ter o visto emitido e passagens compradas, era hora de voar para os Estados Unidos. Meu destino final era Phoenix, no Arizona. Meu primeiro voo foi Vitória x São Paulo, pela Gol, parceira da Delta. Em São Paulo fui direcionada para um guichê da Delta, onde recebi algumas instruções e forneci alguns dados.
O segundo voo foi de Guarulhos para Atlanta. O voo foi tranquilo, sem o que reclamar do serviço da Delta. Chegando em Atlanta era a vez de passar pela temida imigração. Apesar de ter o visto, ao entrar no país, a pessoa da imigração pode fazer perguntas semelhantes às da entrevista e podem até negar a sua entrada ou exigir mais esclarecimentos.
Chegada a minha vez, apresentei meu passaporte e a pessoa fez perguntas como: “o que você veio fazer aqui?”, “Quem você veio visitar?”, “Por quais lugares você vai passar?”, “Quanto de dinheiro você está trazendo?” e etc. Mas como eu sou eu, não poderia ficar sem as perguntas fora do padrão como: “Onde você aprendeu inglês tão bem?” – como se por ser brasileira e nunca ter ido aos EUA eu não pudesse ter um bom nível de inglês. Ou até mesmo coisas estranhas como: “Por que você viaja tanto?” Ou “Você já foi ao Egito, ao Marrocos e a Índia... Você é muçulmana?” Pelo o ar preconceituoso dele, respondi somente que na Índia a maioria é hindu, e que eu não era muçulmana. Fora a cantadinha barata que ele fez pra cima da “mulher brasileira”. Acredito ser um teste pra saber se você não está indo pros EUA caçar marido! Ahahahhahahah Obviamente eu dei um sorrisinho amarelo, mas não fui grossa: tinha que esperar a carimbada no passaporte.
Feito isso, entrei nos estados Unidos pela primeira vez na vida.

Aconteceu em 04/2013