29 de mar de 2014

Cartagena: pela primeira vez no Caribe!

[English version below]

Era hora de ir para Cartagena. Compramos a passagem de saindo de Pereira pela empresa Viva Colombia que é a mais barata que tem por aqui. O detalhe é que não é possível fazer a compra com cartão de crédito estrangeiro, então as opções são: pedir para um colombiano comprar ou comprar no aeroporto (a tarifa sai um pouco mais cara).
Também é muito difícil conseguir um couchsurfer lá e por isso fomos para um albergue chamado Green House, no centro histórico. Quando chegamos já era tarde, então saímos para dar um volta pela cidade.
Comemos um ótima pizza com um preço muito bom em frente a uma praça chamada Plaza de La Trinidad. Esse lugar é um ponto de encontro onde a galera fica tomando uma cervejinha.
No dia seguinte decidimos ir à uma praia por perto e fomos até a Boca Grande. É uma praia de cidade, apesar de ser costa caribenha não tem aquela areia branca e o mar tão claro. Ainda assim é boa. Só incomoda um pouco o tanto de gente querendo te vender tudo o que é possível. Dica: não deixe as meninas da massagem te darem uns minutinhos de presente. Vai ser difícil se livrar de pagar.

Aconteceu em 03/2014

[English version]


Cartagena: Caribe for the first time!

It was time to go to Cartagena. The ticket were booked in Viva Colombia, the cheapest company around here. But it’s not possible to buy it with an international credit card, so the options are: ask to a Colombian to buy it for you or buy it at the airport (it’s a little bit more).
It’s really hard to find a couch there, so we went to a hostel called Green House, in the historical city center. We arrived late, so we went out for a walk. In front of a square called Plaza de La Trinidad, we ate an good cost benefit pizza. This place is where the people meet up to talk and drink beers.
In the day after we decided to go to a beach around, so we chose Boca Grande. IT’s a city beach, it’s in the Caribbean coast but no white sand and really transparent water. But it’s good anyway. The only problem is the number of people trying to sell you stuff. Tip: don’t let the massage girls start with her “gift”. It will be difficult to not pay it later.


Happened in 03/2014