16 de mar de 2014

Cali: Onde ficam corações

[English version below]

Era o último dia a ser curtido em Cali, então precisava ser bom: com as pessoas maravilhosas que conhecemos. Acordamos cedo, tomamos um café da manhã típico e ganhei umas moedas antigas da tia Glades para minha coleção. Seguimos depois à parte norte de Cali com as nossas tias colombianas.
Lá passamos por um cassino, e como a Iza nunca tinha ido em um, decidimos entrar. Conseguimos um crédito de 10 mil pesos cada. Eu fui a única que consegui ganhar algo. Transformei os 10 em 25 mil e fomos comprar coisinhas em uma lojinha de 1000, 2000 pesos. O famoso 1,99 do Brasil.
No caminho comemos uma fruta tradicional de Cali, chontaduro. Pode ser comida com mel ou sal, uma delícia! Depois das compras comemos obleas, que é uma mistura engordante de doce de leite, creme de leite, amendoim, coco ralado, geleia de amora e creme de queijo.

Voltamos para casa para a anoite de caipirinha. Sempre viajo com os ingredientes e dessa vez gentilmente nosso então novo amigo Alvaro ofereceu sua casa para uma festa colombo-brasileira. Nos divertimos bastante até a hora de partir para casa e estar pronto para a próxima parte da jornada: Armênia!

Aconteceu em 03/2014

[English version]

Cali: Where the hearts are

It was the last day in Cali, a good day to spend with the amazing people we met there. After waking up and an amazing traditional breakfast and aunt Glades gave me some coins for my collection. After, we left to the north part of Cali with our Colombian aunts.
There, we passed in front of a casino. Iza wanted to enter cause she had never seen one. They gave us 10,000 COP, and I was the only one who converted it in 25,000 COP. We got the money and left to a store of cheap stuff of 1,000 and 2,000 COP.
On the way we ate a typical fruit from Cali, chontaduro. It can be eaten with salt or honey, delicious!  After, we stopped to eat obleas: a non-diet food made of sweet milk, cream, peanut, shredded coconut, blackberry jelly and cream cheese.
We came back home to the caipirinha night. I always travel with cachaça for that. This time our new friend Alvaro offered his house to hours Colombian-Brazilian party. Until the time to go, we had fun and came back home to the last night until the next part of the trip: Armenia.


Happened in 03/2014