24 de mar de 2014

Recuca: Uma viagem pela cultural do café

[English version below]

Mais um dia em Armênia, era dia de visitar a fantástica Recuca. Este espaço é para a preservação e difusão da cultura e tradição do plantio de café. Ao todo, com um maravilhoso almoço e todo o tour (que durou uma tarde), pagamos 33.000 COP cada (Aproximadamente 17 dólares).
Pegamos um ônibus do terminal de Armênia com sentido Barcelona. Chegando na portaria, andamos cerca de 2km até a entrada do lugar. Vale muito a caminhada pois é linda! Chegamos lá, fomos muito bem recebidas.

O tour começa com todos se vestindo a caráter para fotos, danças tradicionais e muitas risadas. Depois partimos para todas as etapas da colheita de café: desde os trajes para a colheita até servirem o café fresquinho. Lógico que eu peguei o traje mais estranho, a tal “terrorista cafeeira” (um apelido bacana).
Colhemos café, descascamos, conhecemos sobre a secagem, a separação do de má qualidade para o de boa qualidade (exportação basicamente), até moer e tomar um café de primeiríssima qualidade fresquinho. O café daqui realmente é um tesouro.
Ao voltarmos pra casa ainda conseguimos uma quase carona que nos deixou na porta de casa. Como o dia seguinte foi o único em Armênia, resolvemos descansar.

Aconteceu em 03/2014

[English version]

Recuca: A trip around the coffee culture

One day more in Armenia, it was the day to visit Recuca. This place is to the preservation and diffusion of the culture and tradition of Colombian coffee. It was just 33,000 COP (~ 17 dollars).
We took a bus from the bus terminal in Armenia to Barcelona. The first entrance is about 2km from the main one. Walking worth a lot, cause the way is beautiful. So we did, arrived and had an amazing reception.
The tour starts with all dressed traditionally, with dance, pictures and lots of fun. After that, we left to collect the coffee: from the clothes to drink the fresh coffee.Of course I got the strange one, the “coffee terrorist” (a nice nickname).
We got the coffee, unpeeled, knew about the drying process, the separation between the good (basically to export) and bad quality, until drink a perfect quality coffee. The coffee here is really a treasure.
We came back with a nice lady to rest to the other day, the last one in Armenia.

Happenned in 03/2014