28 de abr de 2015

Pé quebrado e a viagem continua

[English version below]

Eu tinha passado a semana em Medellín trabalhando enquanto minha melhor amiga se divertia em San André se Cartagena. No final de semana nos encontraríamos em Santa Marta para curtir o Parque Tayrona. Cheguei no albergue primeiro e sabia que ela tinha fraturado o pé em Cartagena. O pessoal do La Brisa Loca foi muito solícito e ajudou em tudo o que pode.
Nossos planos mudaram um pouco porque passamos o sábado em busca de médico e fazer exames. Uma dica: não fique doente na Colômbia. Mesmo que você tenha seguro de viagem, cada coisa é feita em um lugar, é tudo extremamente burocrático e caro. A noite que passaríamos no parque, passamos no hostel que tem sempre festas animadíssimas.

Por fim, decidi que a qualquer custo levaria minha melhor amiga para conhecer o Parque Tayrona. No dia seguinte, com pé de tala e tudo, seguimos para Tanganga, de onde saem os barcos para o Parque, não sendo necessário fazer a trilha. Consegui gente pra carregar ela no colo, colocar no barco, seguir para o Tayrona e voltar. Passamos o dia ali e valeu muito o esforço. Ainda que tenha sido sofrido todo o problema com o pé, transformamos nosso passeio em uma inesquecível história, que inclui cuidado e carinho.
Não meça esforços por seus melhores amigos!

Aconteceu em 07/2014

[English version]

Fractured foot and the trip goes on!

I had spent the week in Medellin working while my best friend had fun in San André and Cartagena. Over the weekend we would meet in Santa Marta to enjoy the Tayrona Park. I arrived at the hostel first and knew she had fractured her foot in Cartagena. The staff of La Brisa Loca was very solicitous and helped in everything they could.
Our plans have changed a bit because we spent Saturday looking for a doctor and doing exams. A tip: do not get sick in Colombia. Even if you have travel insurance, the procedures are not done in the same place, it's all extremely bureaucratic and costly. The night we would spend in the park, we were at the hostel that has always great parties.
Finally, I decided that would take my best friend to meet the Tayrona Park. The next day, with bandaged foot, we left to Tanganga, from where the boats leave to the park. So, there is no need to do the trail. I got people to carry her in their arms, put on the boat, go to the Tayrona and get back. We spent the day there and worth the effort. Although it was suffered the problem with the foot, we transformed our tour in an unforgettable story, which includes care and affection.
Do not measure efforts for your best friends!

Happened in 07/2014